Tag Archives: Valorização da Vida

Setembro Amarelo encerra com grande panfletagem no Parque da Jaqueira

No último domingo (27), psiquiatras, residentes e estudantes se reuniram para uma grande ação de conscientização acerca da prevenção do suicídio. Com faixa, camisetas alusivas ao Setembro Amarelo, panfletos e adesivos, foram distribuídos material informativo para os frequentadores do Parque da Jaqueira. Ao todo, as ações da campanha de valorização da vida mobilizaram diversos setores da sociedade.

A panfletagem com distribuição de bolas amarelas e adesivos começou às 9h, enquanto pessoas fazia exercícios e passeavam pelo parque, localizado na Zona Norte do Recife. A mesma ação ocorreu um dia antes no calçadão da Avenida Boa Viagem, na Zona Sul, e contou com a participação dos membros da Liga Pernambucana de Psiquiatria. O grupo é formado por jovens estudantes de Medicina com a pretensão de fazer residência em Psiquiatria.

O Setembro Amarelo, em Pernambuco, foi marcado pela intensa mobilização de diversos setores da sociedade. A partir do contato da Sociedade Pernambucana de Psiquiatria, o Poder Público se sensibilizou e entrou na campanha. Os deputados Daniel Coelho (federal) e Priscila Krause (estadual) legavam a importância da prevenção do suicídio às suas respectivas casas legislativas. O Palácio do Campo das Princesas e o Palácio Joaquim Nabuco também ganharam iluminação especial neste mês.

Com a Federação Pernambucana de Futebol, a SPP conseguiu a autorização para circular com a faixa da campanha “A Vida Vale Ouro” no gramado da Arena Pernambuco, antes do jogo Santa Cruz X Ceará, realizado no dia 19. O apoio da imprensa local também foi decisivo para reverberar estas iniciativas e levar a mensagem à população.

Por isso, a Sociedade Pernambucana de Psiquiatria só temos a agradecer a cada um desses parceiros. Em 2016 tem mais Setembro Amarelo e temos a certeza que muito mais pessoas irão se unir a esta causa. A prevenção do suicídio se faz diariamente. Família e amigos são muito importantes neste momento. Vamos todos juntos!

Santa Cruz e Ceará ajudam a divulgar campanha de prevenção do suicídio

O jogo Santa Cruz x Ceará, na tarde do último sábado (19), na Arena Pernambuco, teve uma mensagem especial de valorização da vida. Membros da Sociedade Pernambucana de Psiquiatria e da Liga Pernambucana de Psiquiatria entraram em campo com faixa e camisetas alusivas ao Setembro Amarelo, mês de prevenção do suicídio. A campanha tem contado com o apoio de representantes das classes artística e desportiva do mundo inteiro para levar esta informação ao maior número de pessoas possível.

A ação aconteceu antes da entrada dos times em campo, a faixa com o mote da campanha em Pernambuco, “A Vida Vale Ouro”, circulou as quatro linhas do gramado chamando a atenção dos torcedores para esta epidemia silenciosa que é o suicídio. A iniciativa ocorreu em parceria com a Federação Pernambucana de Futebol e teve o apoio da CBF, instituições que se mostraram sensíveis a esta causa.

“Sabemos do poder mobilizador e transformador de vidas e realidades que o esporte tem. Então, quisemos aproveitar o alcance do futebol para atingir não só as pessoas que foram ao estádio, mas também aquelas que estavam acompanhando a partida de casa. Precisamos reverberar esta mensagem de valorização da vida”, comentou o Dr Everton Botelho, psiquiatra e presidente da Sociedade Pernambucana de Psiquiatria.

Ação parecida aconteceu no jogo Avaí x Figueirense, em Santa Catarina, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Palácio do Campo das Princesas ganha iluminação especial para o Setembro Amarelo

O Palácio do Campo das Princesas, sede do Governo Estadual, surgiu iluminado de amarelo, na noite desta quinta-feira (10). A ação é fruto de uma parceria com a Sociedade Pernambucana de Psiquiatria em referência ao Setembro Amarelo, uma campanha mundial de prevenção do suicídio. Outras importantes entidades, como a Federação Pernambucana de Futebol, também apoiam a iniciativa.

A exemplo da Torre Eiffel, em Paris, do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro e do Congresso Nacional, em Brasília, o Palácio do Campo das Princesas, em Pernambuco, se veste de amarelo até a próxima terça-feira (15). O ponto de partida foi o 10 de setembro, marcado como o Dia Internacional de Prevenção do Suicídio, e o objetivo é alertar a população para esta epidemia silenciosa que é o suicídio.

“No Brasil, a Associação Brasileira de Psiquiatria tem sido uma grande incentivadora do Setembro Amarelo e, aqui, a Sociedade Pernambucana de Psiquiatria tem buscado parcerias para dar uma maior abrangência à campanha, mas, sobretudo, para atingir o maior número de pessoas possível”, afirma o presidente da SPP, o Dr Everton Botelho.

Desta forma, além do contato com o Governo de Pernambuco, a Sociedade também tem conversado com outras entidades, como a Federação Pernambucana de Futebol. “Sabemos do poder mobilizador e transformador do esporte. Por isso, estamos trabalhando junto à FPF para que, num dos jogos do Campeonato Brasileiro, deste mês, possamos entrar em campo com uma faixa alusiva ao Setembro Amarelo”, comenta o psiquiatra.

NÚMEROS – de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, no mundo, a cada 45 segundos, uma pessoa põe fim à própria vida. No Brasil, é um indivíduo a cada 45 minutos. O percentual cresce, sobretudo, entre jovens dos 15 aos 35 anos por questões ligadas a transtornos afetivos ou de humor, além do consumo de álcool e outras drogas.

Com Setembro Amarelo, psiquiatras participam de campanha pela valorização da vida

Com o mote “A Vida Vale Ouro”, a Sociedade Pernambucana de Psiquiatria realiza, até o próximo dia 30, as ações do Setembro Amarelo no Estado. Desta forma, a SPP se une a outras entidades numa campanha mundial de prevenção do suicídio e valorização da vida. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, no mundo, a cada 45 segundos, uma pessoa põe fim à própria vida.

O 10 de setembro é marcado como o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. Por isso, no mês de setembro, as campanhas de prevenção ao suicídio se intensificam. Em Pernambuco, a Sociedade Pernambucana de Psiquiatria participa do Setembro Amarelo promovendo importantes parcerias com os poderes Executivo e Legislativo Estadual, a Federação Pernambucana de Futebol e outras instituições para ações como panfletagem, iluminação de prédios públicos e diversas intervenções.

“Falar de suicídio ainda é um tabu. As pessoas parecem ter medo ou vergonha de tocar no assunto, mas falar sobre o suicídio ainda é melhor forma de preveni-lo”, afirma o Dr Everton Botelho, psiquiatra e presidente da SPP. Segundo ele, o objetivo maior da Sociedade e das entidades que participam destas ações é municiar a população de informações sobre essa epidemia silenciosa que vem crescendo em todo o mundo.

De acordo com dados da OMS, no Brasil, a cada 45 minutos, uma pessoa comete suicídio. Em escala mundial, estes números são ainda mais preocupantes. É um indivíduo a cada 45 segundos. “É uma situação que cresce, sobretudo, entre jovens dos 15 aos 35 anos”, comenta o psiquiatra.

Para ele, a falta de informação ou mesmo o pudor em falar sobre suicídio podem fazer com que os números da OMS sejam menores que a realidade. “O tema só vem à tona quando acontece com alguma celebridade. Para a grande maioria das pessoas, o último suicida que elas conhecem foi o ator Robbin Williams, mas para cada ato consumado existem, pelo menos, três tentativas”, alerta.

DOENÇAS DA MENTE – o Dr Everton Botelho explica que, na maioria dos casos, a tentativa de suicídio ou mesmo a consumação do ato está ligada à transtornos afetivos e do humor. “São doenças mentais como Depressão, Esquizofrenia, Transtorno Bipolar, além do consumo de substâncias psicoativas a exemplo do álcool e outras drogas”, afirma.

Família e amigos podem ajudar a identificar os sinais do comportamento suicida caracterizado por pensamentos negativos, planos de tirar a própria vida e tentativas de suicídio. Procurar um psiquiatra qualificado e o tratamento adequado fazem parte do processo de busca por uma melhor qualidade de vida.